http://visualprojetos.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/440290img1.jpglink
http://visualprojetos.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/2065211.jpglink
http://visualprojetos.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/5072290010.jpglink

Prévia do índice que reajusta aluguel sobe 0,63% em dezembro, diz FGV PDF Imprimir E-mail
Quinta, 11 de Dezembro de 2014 17:45

O IGP-M (Índice Geral de Preços ao Mercado) subiu 0,63% na primeira prévia de dezembro, após alta de 0,51% em novembro, informa a FGV (Fundação Getúlio Vargas). Houve aceleração nos três grupos que compõem o indicador - atacado, varejo e construção civil -, mas o índice registrou menos pressão nos preços agropecuários, que vinham pressionando ainda mais a inflação medida pelo IGP-M.O índice de inflação é bastante usado como referência para reajustar valores de contratos, como os de aluguel de imóveis e de energia elétrica.O IGP-M é calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do atual.No atacado, o ÍPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo) - que tem peso de 60% dos IGPs - subiu 0,71% na primeira prévia do mês, de 0,65% na primeira leitura de novembro. A alta do IPA de preços agropecuários cedeu de 2,12% para 1,22%, enquanto a dos preços industriais subiu de 0,11% para 0,51%.No IPA, as principais influências de alta foram milho em grão, farelo de soja, bovinos, carne bovina e óleo diesel. Na outra ponta, as maiores baixas ocorreram em minério de ferro, suínos, leite in natura e industrializado e cana-de-açúcar.
No varejo, o ÍPC (Índice de Preços ao Consumidor) acelerou de 0,29% para 0,51% no período, com cinco de suas oito classes de despesa registrando taxas maiores. A maior contribuição partiu do grupo alimentação (0,13% para 0,47%), em que hortaliças e legumes saíram de queda de 1,17% para alta de 4,62%.
Educação, Leitura e Recreação (0,19% para 0,88%), transportes (0,31% para 0,63%), habitação (0,31% para 0,50%) e saúde e cuidados pessoais (0,49% para 0,55%) também subiram. Esses quatro grupos foram influenciados por passagem aérea (-1,53% para 20,34%), gasolina (0,02% para 2,31%), tarifa de eletricidade residencial (0,06% para 2,27%) e medicamentos em geral (0,02% para 0,24%), respectivamente.
Em contrapartida, vestuário (0,61% para 0,34%), despesas diversas (0,26% para 0,11%) e comunicação (0,22% para 0,19%) desaceleraram. Neles destacaram-se roupas (0,68% para 0,38%), clínica veterinária (1,41% para 0,46%) e pacotes de telefonia fixa e internet (0,53% para 0,04%), respectivamente.
Por fim, o ÍNCC (Índice Nacional de Custo da Construção) subiu de 0,16% para 0,41%. O índice relativo a materiais, equipamentos e serviços registrou variação de 0,35%. No mês anterior, a taxa foi de 0,33%. O índice que representa o custo da mão de obra registrou taxa de variação de 0,47% em dezembro. No mês anterior, este índice não apresentou variação.

 
« InícioAnterior3132333435363738PróximoFim »





Salvador/BA | Avenida Tancredo Neves, 1222 Ed. Empresarial Catabas Tower Conj. 1003 | Telefone/Fax: +55 (71) 3341-8878 | E-mail: visual@visualprojetos.com
Santo Antonio de Jesus/BA | Shopping Vila Inglesa Cj. 132 | Telefone/Fax: +55 (75) 3631-4419 | E-mail - visualsaj@visualprojetos.com

Visual Projetos e Consultoria Empresarial - Salvador - Bahia | Design e otimização por Barutti.com.br