http://visualprojetos.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/440290img1.jpglink
http://visualprojetos.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/2065211.jpglink
http://visualprojetos.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/5072290010.jpglink

Mercado financeiro reduz previsão para inflação e para o PIB em 2014 PDF Imprimir E-mail
Quinta, 11 de Dezembro de 2014 17:52

Para este ano, estimativas apontam que dólar fechará em R$ 2,55, PIB de 0,18% e saldo da balança comercial será nuloDepois de o Banco Central ter acelerado o ritmo de aperto monetário na última reunião do ano, economistas de instituições financeiras passaram a ver a Selic mais alta em 2015, apontou a pesquisa Focus da própria autoridade monetária divulgada na segunda-feira (8).A estimativa agora é de que a taxa básica de juros encerrará o próximo ano a 12,50%, contra 12% no levantamento anterior.Na semana passada, o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC intensificou o ritmo de aperto monetário ao elevar a Selic em 0,50 ponto percentual, a 11,75% ao ano, mas indicou que pode reduzir a intensidade em breve.Por enquanto, os economistas consultados no Focus veem mais três altas seguidas da taxa básica de juros nas reuniões de janeiro, março e abril, todas de 0,25 ponto percentual.Já no mercado futuro de juros, a maioria das apostas é de aumento de 0,50 ponto percentual na Selic no encontro do Copom de janeiro do Copom, segundo dados da Reuters.A divulgação da ata do Copom na quinta-feira (4) deve trazer mais luz sobre os próximos passos a serem tomados, num cenário de inflação que continua pressionada e que não deve arrefecer segundo os especialistas consultados no Focus.A projeção de alta do IPCA neste ano foi reduzida em 0,05 ponto percentual, a 6,38%, mas para 2015 o índice oficial é estimado em 6,50%, sobre 6,49% antes.Com isso, a estimativa para este ano permanece dentro da meta, mas a de 2015 fica exatamente no topo do objetivo, que é de 4,5 por cento, com margem de dois pontos percentuais para mais ou menos. Em novembro, o IPCA acelerou a alta a 0,51 por cento, permanecendo acima do teto com da meta com 6,56 por cento.Em relação ao crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano, o Focus mostrou ligeira redução da projeção de crescimento a 0,18%, ante 0,19% na semana passada. Para 2015, a estimativa caiu a 0,73%, sobre 0,77%.Os especialistas no Focus ainda mantiveram a perspectiva para o dólar no final deste ano a R$ 2,55. Mas elevaram pela sexta vez seguida a projeção para 2015, a R$ 2,70 contra R$ 2,67 anteriormente.O mercado também elevou a previsão de déficit em conta corrente, indicador que mede o desequilíbrio das contas externas, de US$ 83 bilhões para US$ 84,23 bilhões este ano. O saldo negativo representa a diferença entre as compras e vendas de mercadorias e serviços entre o Brasil e o exterior, conhecidas como transações correntes. A projeção de queda na produção industrial em 2014 aumentou de 2,26% para 2,5%.Para a balança comercial, analistas e investidores mantiveram projeção de saldo zero este ano. Permanece, ainda, a expectativa de fechamento do dólar em R$ 2,55. Os investimentos estrangeiros diretos (IED) estimados deverão permanecer em US$ 60 bilhões. Os preços administrados, regulados pelo governo, deverão ser reajustados em 5,3%.

 
« InícioAnterior31323334353637383940PróximoFim »





Salvador/BA | Avenida Tancredo Neves, 1222 Ed. Empresarial Catabas Tower Conj. 1003 | Telefone/Fax: +55 (71) 3341-8878 | E-mail: visual@visualprojetos.com
Santo Antonio de Jesus/BA | Shopping Vila Inglesa Cj. 132 | Telefone/Fax: +55 (75) 3631-4419 | E-mail - visualsaj@visualprojetos.com

Visual Projetos e Consultoria Empresarial - Salvador - Bahia | Design e otimização por Barutti.com.br